Projeto Olhares entre Yoga-Sutras

Baseado em 4 avaliações
  • 74 Alunos matriculados
  • 12 Horas de duração
  • 53 Aulas
  • 4 Módulos
  • 6 meses de suporte
  • Certificado de conclusão
Parcele em 12x R$ 75,12 (ou R$ 748,00 à vista) OU
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

"muito bom"
Sofia
mais avaliações

Vamos adentrar sutra por sutra de Patanjali com um olhar diferente, esquiZito e buscando dialogar com a singularidade brasileira. O objetivo não estará em saber o que Patanjali quis dizer ou no que aquela palavra significa em sânscrito, mas em como o texto mais popular do yoga pode nos afectar.

O projeto "Olhares" do Prof.Roberto Simões acontece com diálogos no YouTube do  @Yoga Contemporâneo  e em fotografia lá no Instagram @yoga_contemporaneo.

.

.

Quando acontecem os diálogos? 

Quando der... Mas fica esperto(a), se inscreve aqui no canal e as notificações para saber antes quando vão rolas as aulas.

.

Sim, tudo gratuito.

.

.

Divirtam-se hermaxs!

6 meses Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 6 meses após a matrícula.

A yogi(ni)s, professores de yoga|meditação e a todos interessados em seres afectados pelo Yoga e não apenas entende-lo.

Prof. Roberto Simões
"Mestre, Doutor e Pós-Doutor em Ciência da Religião pela PUC-SP. Investiga há mais de uma década o Yoga/Meditação e seu diálogo com a sociedade latino-americana."

           

Mestre, Doutor e Pós-Doutor em Ciência da Religião pela PUC-SP, possui a sua graduação em Ed.Física e especialização em Psicologia, Fisiologia e Yoga. Após alguns anos estudando e praticando ioga lançou um livro em co-autoria sobre os aspectos neurofisiológicos e espirituais que envolvem o ioga e a sua mais conhecida prática, a meditação.

Após alguns anos trabalhando como voluntário em grupo de estudos de psicobiologia da UNIFESP enveredou para as humanas e a filosofia, investigando por seis anos a religiosidade do ioga brasileiro. No seu mestrado pesquisou a íntima relação que o ioga contemporâneo vem estabelecendo com a ciência biomédica. Essa aproximação - ioga e biomedicina científica - transforma cada vez mais a prática espiritual ioguica mais como técnica terapêutica laica. O seu foco, no entanto, estava nas ressignificações que esse contato surtiu na doutrina do ioga contemporâneo e, em específico, no surgir das escrituras modernas.

doutorado veio na sequencia, a partir de um problema surgido ao final da sua dissertação. Se a doutrina moderna do ioga havia de ressignificado, qual o impacto disso na proposta antiga de libertação humana (kaivalya)? Desse modo, sai a campo investigando 10 iogues renomados no Brasil e mais 3 cientistas da área biomédica que investigam o ioga como técnica terapêutica.

Entretanto, o grande mote da tese foi evidenciar que o flerte do ioga com a ciência moderna tem reformado os seus preceitos espirituais, como dos klesas em estresse, samadhi em relaxamento-espiritualizado e kaivalya em homestase-eterna.

A repercussão dessa transformação em processo tem conduzido ao ioga contemporâneo desvincular-se do Hinduísmo e da mística Nova Era; como resultado, os iogues mais tradicionalistas reclamam um "retorno à tradição". Seu projeto em andamento (S)sendo Yoga Latino-Americano dá continuidade a essa investigação, agora se preparando para seu pós-doutoramento.

Seu foco de investigação está no ioga contemporâneo com a sociedade latino-americana e suas interface como uma nova espiritualidade autônoma em processo.

Mas o que ele gosta mesmo é estar com a sua família na ilha de Floripa ou viajando com ela, e dialogando com os seus alunos pelas cidades brasileiras e latino-americanas.


Nenhuma descrição cadastrada.

Conteúdo Programático

Uma coisa são as técnicas yoguicas|meditativas e outra, bem diferente, é Yoga|Meditação como filosofia; talvez a palavra seja ética, como o que lhe move a felicidade, bem-aventurança... a eudaimonia grega?
  • 1. Aula 6| Sutras 2.1 - 2.10
  • 2. Demoração
  • 3. Onde está o amor no(s) yoga(s)
  • 4. Potência
  • 5. Aula 7| Sutras 2.11 - 2.17
  • 6. Amor e Desapego no Yoga
  • 7. Purusa, aquele vê ou o Nada que reflete
  • 8. Aula 8| Gunas e Macunaíma
  • 9. Gestações Yoguicas
  • 10. Aula 9| Sutras 2.18 - 2.23
  • 11. O que é Purusa "memo"?
  • 12. Aula 10| Gunas e o Poder
  • 13. Aula 11| Sutras 2.19 - 2.26
  • 14. Aula 12| Sutras 2.27 - 2.32
  • 15. Isvara é Maya
  • 16. Aula 13| Sutras 2.33 - 2.45
  • 17. Gunas
  • 18. Prakrti está em tudo, até em kaivalya
  • 19. Aula 14| Sutras 2.46 - 2.55
  • 20. Domínio dos sentidos
  • 21. Só há clareiras
  • 22. Vendendo Yogas
Este é o "capítulo do cogumelo" de Patox. É o mais alucinante onde entra primeiro a descrição do samyama (dharana+dhyana+samadhi) e depois os siddhis|poderes (uma espécie de aquisição mediúnica) que os yogi(ni)s podem vir a adquirir no caminho (longo e gradual de uma vida yoguica). Borá queimar a caixola?
  • 1. Aula 15| Sutras 3.1 - 3.15
  • 2. Observações e o Observador
  • 3. Não somos, estamos sendo
  • 4. Aula 16| Sutras 3.16 - 3.24
  • 5. O que ninguém vê
  • 6. Aula 17| Sutras 3.25 - 3.35
  • 7. Igrejas de Yoga
  • 8. Aula 18| Sutras 3.35 - 3.55
  • 9. Tudo são luzes e sombras
  • 1. Yogi(ni)s Exegetas
  • 2. Aula 19| Sutras 4.1 - 4.6
  • 3. Aula 20| Sutras 4.7-4.10
  • 4. Igrejas de Yoga: as criadoras de Universais (conceituais)
  • 5. Aula 21| Intro Sutras 4.11
  • 6. Aula 22| Sutras 4.11-4.20
  • 7. Estruturas estruturantes dos Universais
  • 8. Os yogi(ni)s não desejam vencer, mas gozar a sua perfeição
  • 9. Aula 23| Sutras 4.21 - 4.34
  • 10. Yoga não pede compromisso, mas desapego
  • 11. Obrigado por sua entrega até aqui
Voltar ao topo