Entre a Magia e Moral: Um estudo sobre as estruturas de dominação dos bens espirituais yoguicos no Brasil

Baseado em 4 avaliações
  • 61 Alunos matriculados
  • 05 Horas de duração
  • 12 Aulas
  • 2 Módulos
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

"Esse curso abriu a minha mente. Me fez entender meu lugar no Yoga além me dar ferramentas para analisar o campo e traçar minhas rotas e destinos. Muito obrigado Prof. Roberto!!"
Andreas
mais avaliações

Este é um ensaio inédito que visa investigar as estruturas - invisíveis aos olhos leigos e até de muitos acadêmicos - de dominação do campo religioso yoguico brasileiro. Ao lado da Teoria da Religião de Stark e Bainbridge adentraremos a dois personagens conceituais que atuam no campo espiritual do yoga brasileiro: os yogi(ni)s feiticeires e yogi(ni)s sacerdotes|sacerdotisas. Mesmo sendo aos olhos do laicato yoguico nacional uma espécie de brincadeira de mal gosto o assunto é sério e totalmente passível de uma investigação científica. 

Em outros cursos já investigamos a história bem singular do yoga brasileiro e os seus caminhos nebulosos do Yoga América Latina. Ali ficou bastante evidente que o yoga fora transplantado aos latino-americanos sem a presença de especialistas yoguicos indianos. O personagem sacerdotal por aqui nunca teve muita força até os anos 2000, quando as organizações mágicas e sacerdotais indianas desembarcaram por aqui. Tínhamos até ali, fundamentalmente, duas grandes organizações yoguicas de cunho muito mais mágicas, sob o signo de 2 yogis muito carismáticos (Prof. Hermógenes e Mestre DeRose), nos quais também já estudei com certa profundidade no livro e curso Yoga Malandro: sofrimento, libertação e outras ficções; entrementes, a partir dos anos 2000, uma onda conservadora|sacerdotal, portanto, moralista veio ganhando espaço, sobretudo na zona sul carioca, e depois expandindo-se a outras capitais brasileiras via emissários proselitistas. 

Houve inclusive dissidentes desta "igreja" de yoga nos quais ainda hoje disputam o mesmo capital simbólico de legitimação moral e "tradição" no cenário yoguico brasileiro. Correndo por fora, por outro lado, o Brasil conta com uma massa bem expressiva de yogi(ni)s sem pertencimento devocional, o que marca as "igrejas" yoguicas, mas estabelecendo "clientes" e não devotos, são os yogi(ni)s feiticeires|magxs ou xamãs se preferirem. Estes agem por compensadores menos gerais do que os sacerdotes e flertam de perto com a ciência biomédica (em outro curso Neurobiologia e Filosofia da Meditação abordo essa aproximação de longe), ofertando outros bens espirituais yoguicos, como oráculos, terapias e práticas protetivas (em geral ligadas a saúde, mas também a sexualidade e muitos outros feitiços e encantamentos via as técnicas yoguicas).

Nos propomos aqui a descrever este cenário e apresentar de forma distintiva esses dois personagens conceituais (sacerdotes e magos) yoguicos e a produção, aniquilação e conservação de seus próprios bens de libertação a um laicato e clientes, consumidores destes.

A todos interessados em ampliar sua visão sobre o cenário espiritual do yoga no Brasil.

Prof. Roberto Simões
"Mestre, Doutor e Pós-Doutor em Ciência da Religião pela PUC-SP. Investiga há mais de uma década o Yoga/Meditação e seu diálogo com a sociedade latino-americana."

           

Mestre, Doutor e Pós-Doutor em Ciência da Religião pela PUC-SP, possui a sua graduação em Ed.Física e especialização em Psicologia, Fisiologia e Yoga. Após alguns anos estudando e praticando ioga lançou um livro em co-autoria sobre os aspectos neurofisiológicos e espirituais que envolvem o ioga e a sua mais conhecida prática, a meditação.

Após alguns anos trabalhando como voluntário em grupo de estudos de psicobiologia da UNIFESP enveredou para as humanas e a filosofia, investigando por seis anos a religiosidade do ioga brasileiro. No seu mestrado pesquisou a íntima relação que o ioga contemporâneo vem estabelecendo com a ciência biomédica. Essa aproximação - ioga e biomedicina científica - transforma cada vez mais a prática espiritual ioguica mais como técnica terapêutica laica. O seu foco, no entanto, estava nas ressignificações que esse contato surtiu na doutrina do ioga contemporâneo e, em específico, no surgir das escrituras modernas.

doutorado veio na sequencia, a partir de um problema surgido ao final da sua dissertação. Se a doutrina moderna do ioga havia de ressignificado, qual o impacto disso na proposta antiga de libertação humana (kaivalya)? Desse modo, sai a campo investigando 10 iogues renomados no Brasil e mais 3 cientistas da área biomédica que investigam o ioga como técnica terapêutica.

Entretanto, o grande mote da tese foi evidenciar que o flerte do ioga com a ciência moderna tem reformado os seus preceitos espirituais, como dos klesas em estresse, samadhi em relaxamento-espiritualizado e kaivalya em homestase-eterna.

A repercussão dessa transformação em processo tem conduzido ao ioga contemporâneo desvincular-se do Hinduísmo e da mística Nova Era; como resultado, os iogues mais tradicionalistas reclamam um "retorno à tradição". Seu projeto em andamento (S)sendo Yoga Latino-Americano dá continuidade a essa investigação, agora se preparando para seu pós-doutoramento.

Seu foco de investigação está no ioga contemporâneo com a sociedade latino-americana e suas interface como uma nova espiritualidade autônoma em processo.

Mas o que ele gosta mesmo é estar com a sua família na ilha de Floripa ou viajando com ela, e dialogando com os seus alunos pelas cidades brasileiras e latino-americanas.


Conteúdo Programático

  • 1. Aula Zero| Panorama Geral
  • 2. Aula Um| Sacerdotes e Feiticeires
  • 3. Aula Dois| Magia e Moral
  • 4. Aula Três| Simbiose entre Magos e Feiticeiras e Sacerdotes e Sacerdotisas
  • 5. Aula Quatro| Seitas e Cultos Tensão entre Magos e Sacerdotes no Brasil
  • 6. História do Yoga em 90min
  • 1. Aula 1| Introdução as noções de Feiticeiro e Sacerdote
  • 2. Aula 2| Campo e Bens Simbólicos de Magos e Sacerdotes
  • 3. Aula 3| A diferença entre Yogi(ni)s-Feiticeires e Yogi(ni)s-Sacerdotes
  • 4. Aula 4| Os custos e os benefícios de magos e sacerdotes
  • 5. Aula 5| Quem você pensa que é?
  • 6. Aula 6| Seitas e Cultos como cismas de Instituições Yoguicas
Voltar ao topo